GTP usa drone para contagem de estoque

Home/drone/GTP usa drone para contagem de estoque

GTP usa drone para contagem de estoque

A GTP, que atua com soluções de automação com RFID (Radio Frequency Identification), RTLS (Real Time Location System) e Telemetria, acaba de lançar uma ferramenta de inventário integrada com softwares de geolocalização e sensores em drones com foco em controlar com precisão estoques.

O investimento da empresa na solução foi de mais de R$ 1 milhão nos últimos 3 anos.

A ferramenta foi pensada para empresas que realizam o balanço de seus estoques e precisam acelerar processos. O sistema utiliza a tecnologia RTLS, cujos sensores aéreos determinam a rota de voo do drone e geram dados que serão cruzados com o WMS (Warehouse Management System), realizando o inventário de forma precisa.

Capaz de medir a distância relativa entre a altura onde se encontra e a dos paletes, o drone envia imagens em tempo real do estoque através de telemetria e calcula a quantidade de produtos existentes no armazém.

Apesar de não revelar clientes, a empresa afirma que o drone já foi testado em duas das maiores empresas do país.

Em uma delas, do mercado de óleo e gás, foi aplicado para gestão de ativos e construção de dutos de transporte de óleo entre duas refinarias distantes 50 km. Na outra, do setor de bebidas, gerou redução de 90% nos custos operacionais com inventário.

De acordo com Luiz Araújo, diretor de operações da GTP, o desenvolvimento do projeto foi iniciado a partir de demandas do setor de óleo e gás, pela necessidade de facilitar o levantamento de inventário em dutos muito extensos.

“Esse tipo de trabalho exigia toda a equipe de engenharia e demandava ações de logística muito complexa, por isso começamos a trabalhar nessa solução”, relata.

O sistema também monitora e localiza em tempo real a movimentação de paletes, empilhadeiras e pessoas, com o objetivo de prevenir acidentes ao emitir um sinal para o colaborador e para o veículo.

A partir da criação do drone, o plano da GTP é oferecer o serviço de mapeamento sem vender os equipamentos.

Hoje a companhia atende a cerca de 40 clientes no Brasil. Com o drone, a meta é conquistar 5 clientes novos no ano que vem, mas também realizar os serviços de inventário em cerca de 25 armazéns de empresas da base já atendida.

Com 16 anos de mercado, a GTP desenvolve tecnologia para o setor de logística, armazenagem, supply chain, estoque, transporte, movimentação e varejo.

Em 2016, a empresa espera faturar R$ 32 milhões. A expectativa é que em 2020 o valor ultrapasse os R$100 milhões, por projetos ligados ao drone, à robótica e ao desenvolvimento de wearables.

2017-06-24T11:06:42+00:00